Post-It: Sexo e Redes Sociais

Comentários cínicos sobre a nota Web | Migraçao de interesses, pornografia perde das redes sociais, no Blue Bus.

Uma das principais mudanças no uso da internet na ultima decada é a reduçao do interesse pela pornografia e o avanço da atençao dedicada aos sites de rede social. A informaçao é do especialista Bill Trancer, gerente geral de pequisa global da Hitwise.

[…]

Ele acredita que os jovens estao “passando tanto tempo em redes sociais que nao têm tempo de procurar por sites adultos”.

Baseado em observações minhas aqui no blog, na web de forma em geral, e no trabalho lá com o A Vida Secreta, eu digo:

Que nada! Vocês acham que as pessoas estão indo para a mídia social fazer o quê?

Além de sites especializados em colocar em contatos pessoas em busca de um relacionamento sexual e/ou afetivo como o Adult Friend Finder, Par Perfeito, S2 e afins, as redes sociais que não tenham um perfil estritamente profissional servem muito como forma de procurar ou saber mais sobre possíveis parceiros, igual aqueles documentários do Discovery Channel, mostrando mamiferos satisfazendo o seu instinto de sobrevivência.

Garanto que se aquele lance do Sexkut, que o Cocadaboa propagou, ainda vai render uma bela grana para alguém!

:-)

Anúncios

Desenvolvimento e Qualidade de Vida: distribuir para crescer

2183173256_c6e40cba0e.jpg

Placa no Café Segafredo no Aeroporto de Frankfurt

Alemanha – Principais cidades

Na Alemanha predominam as cidades de porte médio: o país possui cerca de 80 grandes cidades (com mais de 100 mil habitantes), das quais apenas 14 excedem os 500 mil habitantes. Característica é a distribuição descentralizada das metrópoles, ou seja, ao longo dos extremos geográficos da Alemanha.

(http://www.dw-world.de/dw/article/0,,938786,00.html?maca=bra-rss-br-all-1030-rdf.)

Isso é, ao mesmo tempo, causa e efeito. E reforça o que escrevi no ano passado, no post Entrevista de Michel Lent Schwartzman ao Conexão Biz. Se não viu isso, veja. :

“… uma crença que tenho que a economia e sociedade brasileira terá uma melhora sensível somente com a valorização do pequeno e médio. Talvez seja muita influência do taoísmo, mas creio que essa valorização deve ser geral: o pequeno e médio empresário, voz e oportunidades a extratos sociais e econômicos intermediários e baixos, gerar dinamismo cultural e econômico nas cidades médias em contraposição a metrópoles, et cetera.””

Acreditem, crianças, isso faz toda a diferença em viver com qualidade de vida ou viver tudo meio gambiarra.

Post-It: Uns pingados sobre liberdade de expressão

Rapidinha, só para comentar sobre o bloqueio não-acontecido do wordpress e sobre ameaças à liberdade de expressão no Brasil e em outros países também, como bem lembrou Lorelle e outros, quando comentando do quase-bloqueio no Brasil:

Pete Townsend, Roberto Cabrini, drogas e pedofilia

AVISO: este texto não tem a intenção de ser uma acusação ou fazer apologia à pedofilia ou tráfico de drogas.

Uma vez, escrevi aqui no Post-Its sobre o incômodo que sinto ao encontrar estatísticas de busca no blog por termos e expressões relacionados à pedofilia. Nessa semana, alguém entrou aqui no blogue procurando por “Crianças Transando” e fiquei muito incomodado novamente.

estatisticasblog-20080414-criancastransando

Na hora, me deu vontade de entrar no Google, digitar a mesma expressão e sair clicando em todo site que aparecesse, até descobrir algum site sobre pedofilia. Investigá-lo, anotar nomes de envolvidos, reunir evidências (inclusive fotos), talvez até me passar por um pedófilo, para depois pegar tudo o que reuni e fazer alguma denúncia, algo no gênero. Mas desisti, pois não quero passar pelo perrengue que Pete Townsend, guitarrista do The Who, passou. Lembremos:

Inglaterra, 2003. Pete Towsend acusado de pedofilia.

Townsend era usuário cadastrado em um site sobre pedofilia, teve seu computador invadido pelas autoridades britânicas e acusado de pedofilia. Em sua defesa, disse que estava reunindo informações para escrever sobre o assunto em sua autobiografia. Townsend alega ter sido molestado quando criança.

Sei que estou sendo imparcial e não tenho nada mais em quem me basear que minha intuição, mas creio que o Townsend realmente não era pedófilo e que deve ter dado uma risada nervosa sobre a ironia de ter sido acusado por algo de que foi vítima. Se considerarmos verdade que ele é inocente de pedofilia, pergunto: ele errou?

Mudemos de lugar e de tempo e vamos a outro caso que me fez pensar.

Brasil, 15 de Abril 2008. Roberto Cabrini é preso e acusado de tráfico de drogas.

Ontem, li a notícia de que Roberto Cabrini e sua equipe de reportagem foram presos com 15 papelotes de cocaína e acusados de tráfico de drogas.

Poucas informações foram divulgadas, e sinceramente, não procurei muito também. Mas enquanto o Cabrini e a equipe são indiciados e a polícia sustenta a acusação, a sua emissora informa que ele estava fazendo uma reportagem sobre o tráfico. Em algumas notícias, consta que que Cabrini diz que foi vítima de armação e que não sabia de quem eram os 15 papelotes de cocaína , enquanto em outras, principalmente as primeiras, sugeriam que a compra estava ligada à investigação em si.

Considerando o histórico e perfil de Cabrini – repórter incisivo, com gosto por reportagens e investigações polêmicas e incômodas para muita gente graúda – e considerando que já testemunhei um policial rodoviário ameaçando plantar droga no carro de uma amiga caso esta amiga não pagasse a cervejinha do feriado, não duvido da história dele. Mas para este texto, vamos considerar que ele realmente comprou os 15 papelotes e o motivo seria passar-se por usuário, e ganhar confiança do traficante ou algo no gênero.

Townsend foi chamado de ingênuo, mas Cabrini é macaco-velho e tem muita experiência em assuntos complicados como este. Novamente a pergunta: ele errou?

O certo, o errado. O legal e o ilegal.

De concreto, sabemos apenas que cometeram crimes: um acessou sites ilegais, outro portava uma quantidade elevada de substância ilegal. Vale notar que a legislação brasileira diferencia usuário de traficante pela quantidade e 15 papelotes não é exatamente quantidade para consumo próprio.

Sei de minhas opiniões, e guardo estas guardo comigo para evitar influenciar ou sugestionar, pois sei que o importante numa sociedade é o desejo e opinião da maioria – ao menos no modelo ideal. E justamente por isso peço a opinão de vocês sobre algumas perguntas que dizem respeito não apenas à legalidade, mas à moralidade e legitimidade dos nossos atos:

Então, considerando a possibilidade de Townsend e Cabrini terem dito a verdade, digam lá:

  • Eles erraram?
  • Vocês, queridos leitores e colaboradores, fariam o mesmo?
  • Até onde a lei é ou deve ser rígida nesses casos?
  • O que é mais importante: a legalidade ou a moralidade?

Reflitam, debatam e expressem-se.

‘braços

Não ao bloqueio do WordPress

Em Português – Não ao Bloqueio do WordPress

Dando continuidade ao post Bloqueio WordPress no Brasil – Carta Aberta à Automattic e Equipe WordPress.

Nem bloquearam ainda, mas já criaram um blog para agregar as manifestações de repúdio o possível bloqueio: www.naoaobloqueio.wordpress.com

E tem comunidade no Orkut também.

English Version – Say No to WordPress Block on Brazil

Keeping the theme from Open letter to Automattic and WordPress Team – WordPress blogs block.

The block has not happened yet, but there’s already a blog to aggregate the words against: www.naoaobloqueio.wordpress.com
E there’s an Orkut community too.