27 dias para a Alemanha e contando – Idioma e Comunicação

In principio erat Verbum
[…]
Omnia per ipsum facta sunt…
(*)

“A invenção da imprensa é o maior acontecimento da história. É a revolução mãe… é o pensamento humano que larga uma forma e veste outra… é a completa e definitiva mudança de pele dessa serpente diabólica, que, desde Adão, representa a inteligência.”
Victor Hugo, Nossa Senhora de Paris, 1831

No texto 30 Dias Para a Alemanha e Contando, eu comentei sobre duas das minhas lembranças mais antigas de simpatia pela Alemanha: um episódio clássico do desenho Pica-Pau e um comercial da Kohlback Motores.

Penso que o primeiro contato empático e simpático com a Alemanha foi justamente o idioma, o código básico sem o qual nenhuma comunicação pode acontecer: seja através de imagens, da escrita, da fala, é preciso haver um conjunto de códigos, um idioma, para que possa haver comunicação. E se não bastasse a importância óbvia de se comunicar direito em uma viagem para o estrangeiro, o idioma alemão e a importância da Alemanha na comunicação sempre exerceu fascinação sobre mim.

As origens do idioma alemão estão entres os diversos dialetos da Europa Central – origens compartilhadas com muitas línguas anglo-saxônicas – e um pouco de latim. Digamos que é uma zona fronteiriça que se tornou um território independente e forte. No Brasil, esse processo ainda está acontecendo e é ainda mais forte, visto que nosso idioma tem origem na convergência de diversas línguas e culturas: português, toda a família Tupi, os grupos linguísticos africanos, e, em menor intensidade, todas as línguas dos grupos que migragram para nosso país. Essa dinâmica cultural e linguística normalmente leva os países a assumirem influência histórica muito grande. E se hoje o Brasil passa a exercer, cada vez mais, influência cultural, política e econômica, como defendido por muitos, a Alemanha, sua cultura e seu idioma teve papel fundamental no que talvez tenha sido a maior revolução da Era Cristã: a Reforma Protestante.

Sem entrar em pormenores – você pode encontrar isso facilmente n’O Grande Oráculo Divino ou na Wikipedia – a reforma só se tornou uma revolução de grandes proporções por causa da criação, por Johannes Gutenberg, da imprensa com tipos móveis, que permitiu a Martinho Lutero ousar questionar a Igreja Católica espalhando panfletos com seus manifestos, em alemão, por todo o canto. Até então, a informação era muito controlada, pois os livros sagrados do catolicismo, que regiam a vida de todos, eram escritos em latim, e qualquer publicação era feita à mão, num ritmo lento e capacidade de produção muito limitada. Como poucos sabiam ler e o acesso a livros era difícil, poucos tinham subsídios para questionar os fundamentos da ordem vigente. O invento de Gutenberg e a ousadia de Lutero abriram caminho para oposições, discussões, e pavimentou o caminho para a comunicação e alfabetização de massa. Por consequência, isso tudo permitiu que idéias fossem espalhadas mais facilmente e independente de seu autor estar presente num local.

Sem medo de usar um clichê, o que veio depois, é história: Rousseau, Victor Hugo, Marx, Hitler e Goebbels, Saramago, Eu, a Ulrike e você leitor pudemos nos comunicar com o mundo.

A “culpa” é dos alemães.

Schreib mal und lies mal!

Escreva! Leia!

‘braços

Celso Bessa

* = No princípio era o Verbo
[…]
e todas as coisas foram feitas por ele…

(Evangelho de João, Capítulo 1, Versículos 1 e 3)

3 respostas em “27 dias para a Alemanha e contando – Idioma e Comunicação

  1. “duas das minhas lembranças mais antigas de simpatia pela Alemanha: um episódio clássico do desenho Pica-Pau e um comercial da Kohlback Motores.”

    E os rótulos de Weiss, Kronenbier, Pilsen…

  2. Pingback: 27 Days to Germany and Couting Down - Idiom and Communication « Celso Bessa Post-its | English Version

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s