O último a sair dá descarga, apaga a luz e fecha a porta.

Em São Paulo há um jornal gratuito, chamado Destak. Talvez eu esteja muito pessimista, mas a capa da edição de ontem me deixou deprimido. Seguem as manchetes e comentários:

Trânsito de SP vai travar em cinco anos, diz estudo

Considerando que eu gastei 25 minutos num trecho que normalmente levo 5, eu diria que esse colapso acontecerá mais cedo.

Domingos de Oliveira tem filmes prontos à espera de patrocinador.

Seria uma boa notícia, mas demonstra o quanto a cultura está ao “Deus dará”.

Governo quer passageiros indenizados por atrasos

Obviamente o custo das indenizações serão repassados aos preços.

País também vai mal em leitura e matemática

Essa eu não consegui entender pois estava procurando a calculadora para calcular os efeitos da próxima manchete.

Mensalidade sobe até 55%, quase o dobro da inflação

A calculadora mencionada acima me ajudou a calcular quanto vou pagar de faculdade se o aumento continuar em 55% em cinco anos.

Pego no antidoping, ele diz que não pára

A atitude de Romário, semelhante à de Renan Calheiros, serve para confirmar minha tese de que o futebol reflete o que é a cultura de um povo, no caso do Brasil, falta vergonha na cara, como veremos na próxima manchete.

Calheiros renuncia à presidência e escapa outra vez da cassação.

Acho que não preciso comentar sobre Renan Calheiros e sua atitude de Romário despreocupado no Congresso. Com licença, vou jogar no lixo… o jornal, não o país.

‘braços

Anúncios

6 respostas em “O último a sair dá descarga, apaga a luz e fecha a porta.

  1. Com relação ao cinema brasileiro, realmente é uma péssima notícia, logo agora que o cinema estava indo tão bem. Acho, que de novo, o cinem nacional está indo bem, não pela arte mas pelo modismo. Se o filme não for na favela, ou sobre, não faz sucesso.

  2. Sei lá, acho que mesmo que seja modismo, é bom. Acho que precisa de mais gente fazendo filme, e daí mais gente vendo filme, mais gente patrocinando filme e daí pode surgir algo mais sólido!

    Por enquanto, ficam iniciativas alternativas como o caso do Um Romance de Geração ( http://umromancedegeracao.wordpress.com/ ), que é feito apenas na raça, por não ter um suporte financeiro parrudo de alguma empresa parruda.

    Obrigado pela visita e comentário.

    Feliz Natal!

    ‘braços

    Celso Bessa

  3. Igualmente, e próspero ano novo, com muita saúde em primeiro lugar, com saúde pode-se conseguir todas as outras coisas boas da vida.
    Com relação ao post, absolutamente certo, pelo menos foi isso que vi Ana Carolina falar. Ana Carolina para a galera que não sabe, e se bem me lembro, é a a autora de um de nossas maiores trilogias, Mar de Rosas, Véu de Noiva e Das Tripas Coração, não necessariamente nessa ordem. Os filmes dela, por ser papo cabeça, moda dos anos 8O, não eram filmes ruins, apesar de estarem na moda. Para os críticos que torciam o nariz ela disse, é preciso que se faça muitos filmes nacionais, se veja muitos filmes nacionais, sem os filmes nacionais, não havrerão filmes de arte. Para quem ama o cinema, sabe-se que um filme, mesmo não sendo uma obra-prima, pode ter suas qualidades, suas inovações …

  4. Pingback: Post-It Pessimista: Romááááário, a Mídia e Pizza Desportiva! « Celso Bessa Post-its

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s