O Citroën C4 Pallas, ética, blogs, TV digital, feeds e a velha mídia

You said your body was young but your mind was very old – Chemical Brothers, Setting Sun
(Você disse que seu corpo era jovem, mas sua mente era muito velha)

E o campanha do Citroën C4 Pallas continua dando o que falar… e serve para mostrar algumas mazelas da velha mídia, mesmo que travestida de moderna, além de outras mazelinhas. Seguem alguns comentários:

  • O blog Prior caiu de tanto acesso por causo dessa campanha. Segundo a frase de Pedro Kalil no post A repercussão da campanha do “asteróide” Citroën C4 Pallas, o Prior foi atingido pelo asteróide 2-Pallas;
  • O UOL publica o anúncio, deixa lá um tempão, depois publica um texto com o diretor de publicidade Enor Paiano dizendo: O UOL cancelou a campanha, pois repudia publicidade que imita conteúdo jornalístico e confunde o público, mesmo que o espaço utilizado esteja informado como ‘Publicidade’. Se repudia, por que publicou? Zok. Deslizes acontecem e os caras foram ligeiros, né?
  • No mesmo texto do UOL, há uma frase creditada à assessoria da Citroën, H2M, que merece atenção: ‘o maior objetivo da ação foi despertar a curiosidade dos consumidores. A iniciativa foi bem-sucedida’. A Citroën não comentou os aspectos éticos da divulgação da falsa notícia. Relembrando o que escrevi anteriormente: “Acho que haverá um bafafá e as empresas podem até soltar um ‘mea culpa‘. Mas no final, o carro ficou conhecido e muita gente vai querer saber mais e comprar.”. Quem quer saber de ética se o objetivo é vender? Os incomodados podem arremessar pedras do tamanho do asteróide 2-Pallas, que o que importa é vender o outro Pallas, o C4 Pallas da Citroën.
  • Dica para empresários que têm, ou pretendem ter, presença na web: manter um website ou um blog atualizado e com informações relevantes, otimizado para buscadores como o Google e o Yahoo (isso se chama SEOSearch Engine Optimization e também linkbaiting) e jogo ágil e limpo pode ser melhor e mais barato que contratar uma assessoria de imprensa para apagar incêndio ou dar uma polida na imagem;
  • Mais uma vez, a blogosfera mostra o potencial que tem e o que viral pode realmente significar. Pipocaram blogs comentando da campanha, a maioria malhando a Citroën e os veículos de mídia que aceitaram a peça de publicidade ou que acreditaram que era real. A velha mídia, habituada a ser dona da verdade, anda sendo passada por trás por pequenas unidade informacionais no ciberespaço. Isso sinceramente me emociona, pois mostra alguns pontos defendidos por Pierre Lévy ao falar de inteligência coletiva e democracia em tempo real;
  • Interessante observar o paralelo entre essa ação e a encenação radiofônica de Guerra dos Mundos de Orson Welles no começo do século XX. Até mesmo o texto do UOL menciona esse paralelo. Sempre achei a idéia de Welles fantástica, mas agora não me desce bem não;
  • Tangenciando um pouco, um outro exemplo do atraso da grande mídia é essa notícia da Folha de São Paulo: “TV Digital sairá cara e poderá ser adiada”. Como o Dr. Jorge disse no blog Direito e Trabalho, notícia fria. Isso já foi bem exposto no artigo TV Digital vai perder na luta por espaço com a web, de Stivy Malty Soares, no Webinsider. Lá no CyberTV, formado por um grupo de estudantes do primeiro semestre de comunicação social, já temos bem claro isso desde a primeira reunião de debates.

E finalizando o texto, a frase do Dr. Jorge, do Direito e Trabalho, e um comentário que fiz lá sobre esse assunto e que serve para reflexão:

Jorge: “Por isso, antes de ler seu jornal matutino, estampado com aquelas notícias frias de ontem, dê uma olhada no seu agragador de FEEDs e não seja sumpreendido.”
Celso:“Meu caro Jorge.
Mandou muito bem na defesa dos Feeds – algo que quando cair ‘na boca’ do povo vai levar muito veículo de imprensa ao desespero.”

Technorati Tags para a campanha de lançamento do novo Citröen C4 Pallas: citroen, citroenpallas, citroen+pallas, citroen+c4+pallas, citroen+c4, c4+pallas, pallas, asteroide+2pallas, asteroide2pallas, 2pallasasteroid e 2pallas+asteroid

Anúncios

8 respostas em “O Citroën C4 Pallas, ética, blogs, TV digital, feeds e a velha mídia

  1. A pergunta certa é:
    Quem foram os jumentos que criaram e aprovaram esta porcaria?
    É na falta da imaginação, vale uma besteira qualquer. Quando vamos voltar ao trabalho sério e parar com criativosidades?
    Quando formos um país sério?
    Os carros são umas bombas, a propaganda é compatível…

  2. Fala Paulo.

    Pelo que li em blogs e no uol, foi uma ação arquitetada pelo Banco de Eventos (www.bancodeeventos.com.br)

    Sinceramente, acho que a idéia até é boa – associar o Pallas carro ao asteróide. O que não gosto é forma de execução, a falta de clareza e cuidado ao sugerir que era uma notícia verídica. Além da falta de transmitir MAIS insegurança com a isenção e profissionalismo de veículos informativos.

    ‘braços

  3. Olá,

    Sou editora do Jornal de Debates ( http://www.jornaldedebates.com.br ), um jornal colaborativo na internet que periodicamente propõe debates sobre assuntos da atualidade. Essa semana entraremos com uma discussão relacionado aos limites das campanhas virais de publicidade.
    Encontrei no seu blog um post ( https://celsobessa.wordpress.com/2007/06/12/o-citroen-c4-pallas-etica-blogs-tv-digital-feeds-e-a-velha-midia/ ) sobre a campanha para o lançamento do carro da Citroen que utilizou a falsa notícia de um possível choque de um asteróide com a Terra, e gostaria de convidá-lo a escrever um artigo para nós, ou mesmo permitir que publiquemos seu post.

    Qualquer dúvida, entre em contato.

    Grata
    Gabriela Nardy
    gabriela@jornaldedebates.com.br
    Editora – Jornal de Debates

  4. Resolvi escrever extamente por ter uma opinião diferente dessa maioria, que culpa e usa de argumentos como publicidade saturada e falta de ética para explicar a ignorância.
    Por que até agora não foi responsabilizado nenhum jornalista que não checa a fonte de onde tiram suas informações e dessa forma causam pânico desnecessário na população?

    Por que aceitar que estes portais se retratem como se não tivessem tido acesso ao conteúdo antes de sua publicação?

    O limite da propaganda está no bom senso e também em planejamento e estratégia. Nessa medida acho que a citroen chegou no ponto que desejava. Gerou viral e hoje estão todos sabendo de seu novo lançamento.

    Chamar informe publicitário de falsa notícia me parece errado. Cada um tem sua denominaçao.

    Acho que as pessoa deveriam aproveirar o fácil acesso à tecnologia para aprender, evoluir e não só para ler notícias e manchetes. E caso só a utilizem para isso, que leiam com atenção e deixem de responsabilizar o outro por uma notícia incompleta. Existe hoje na tv uma outra campanha que ilustra bem isso (não querendo fazer propaganda mas a marca é Bavária Premium). Uma notícia incompleta gera boatos e novas notícias e muita especulação.

  5. Pingback: Post-it: Tapa no Brecht, o amanhã que se pantere « Celso Bessa Post-its

  6. Quero uma velhinha bem crocante! E você?
    Carlos Eduardo da Silva

    Qualquer cidadão mais atento ao noticiário pode se recordar que o cineasta Orson Wells se imortalizou ao fazer uma transmissão radiofônica na década de 30, intitulada A Guerra dos Mundos, que ficou famosa mundialmente por provocar pânico nos ouvintes que imaginavam estar enfrentando uma invasão de extraterrestres, baseados simplesmente naquilo que ouviam. Este episódio foi parar nas telas do cinema.
    Outro antigo filme de ficção científica, que na versão brasileira saiu com o nome de Soilentes, estrelado por Chalton Heston, nos contava a história de uma sociedade futurista que incentivava a eutanásia para pessoas idosas. Elas eram enganadas por grandes telões que as faziam acreditar que, ao morrerem, deixariam aquele mundo de sacrifícios e sofrimentos em que as pessoas disputavam água e alimento racionados e iriam para um lugar maravilhoso, uma verdadeira Passargada e, lá, seriam “amigas do Rei”. O alimento dessa sociedade se chamava Soilentes e mais parecia um pedaço de cola de madeira produzido pela indústria alimentícia que tinha o patrocínio do governo. Mas, como é difícil guardar segredos, sejam eles de divãs, sejam de grupos, um sujeito (Chalton Heston) descobriu que o lugar, para onde mandavam os velhinhos que optavam por morrer, era uma fábrica de alimentos que os transformavam em comida para o resto de uma população faminta e desesperada.
    Estes dois pequenos exemplos da filmografia americana nos dão a visão do alcance a que se pode chegar, quando os meios de comunicações ficam nas mãos de um super-poder sem um mínimo de escrúpulo no seu manuseio e no manuseio das massas – do coletivo. Com os recursos tecnológicos cinematógrafos qualquer cineasta com o talento de Steven Spielberg, o criador do Parque dos Dinossauros, poderia reproduzi, geleiras se dissolvendo, e todo um aparato de efeitos atmosféricos que, ajudados pelos noticiários, colocariam a população mundial aterrorizada e preocupadíssima com nosso ecossistema.
    É a criação de um mundo virtual pelo ilusionismo dos telões e telinhas. É o princípio da criação da MATRIX e do BIG BROTHER, descrito no livro “1984” – que gradativamente some das livrarias -, do jornalista escritor George Orwell, que trabalhava com informações privilegiadas do Partido Comunista Espanhol e da Internacional Comunista e, assim, “previu” a formação do bloco da União Européia com antecipação de décadas. E cadê o filme “1984”, baseado no livro que, passado a mais de 30 anos, não durou mais de um mês no circuito comercial – para deleite esotérico do vanguardismo filosófico do PCB, Partido Comunista Brasileiro – por ser extremamente deprimente? Este episódio, por si só, prova a aliança do Partido Comunista com as forças progressistas remanescentes e constituintes da ditadura militar, na construção do novo modelo de pensar a sociedade brasileira. – mas, não do novo modelo de pensar da sociedade brasileira, a medida que está sendo construído a sua revelia.
    Em resumo, a última palavra em filosofia (heideggeriana) é: a verdade ou a realidade atinge-se pelo que é mais universal, ou seja, a verdade e a realidade é aquilo que o maior número de pessoas pensa que é. O ministro da Propaganda do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, Josef Goebbels, resumiu esta filosofia na máxima que dizia “uma mentira dita mil vezes torna-se verdade.”
    Os Comunistas tentam esconder que são norteados pela mesma filosofia que norteou os nazistas e criam realidades virtuais para dominar o coletivo e mimetizar sua verdadeira ideologia (marxista-leninista), e, para isso, contam com os meios de comunicações de massa – os telões e as telinhas (TVs).
    Todos os meios de comunicações, hoje, encontram-se sob o domínio dos Partidos Comunistas associados à Internacional Comunista.
    Os comunistas dos países da União (Comunista) Européia escolheram um modelo de sociedade que difere do modelo chinês, qual seja o de um governo sendo exercido por um sisudo Comitê Central do Partido Comunista, tendo as cores vermelha e amarela e os símbolos da foice e o martelo como emblemas do regime. Atualmente estão em processo de mutação, já abriam mão das cores vermelha e amarela e, recentemente, optaram pelo capitalismo de Estado, sob aparente economia de mercado. Os europeus optaram por um modelo moderno e alternativo que é o de um Comitê Central – que os filósofos (Hegel e Heidegger) preferem chamar de Conselho de Anciãos – como centro principal de decisões do país, conservando os poderes e os partidos de uma democracia convencional neoliberal com uma “economia de mercado”, respeitando inclusive o trono naqueles países de tradição monárquica como na Espanha e Inglaterra, e preservando as religiões e o esporte como fatores de domínio das massas. Ou seja, uma democracia pluripartidária de fachada com um Comitê Central do Partido Comunista por trás. Isto foi conseguido graças a uma aliança com o liberalismo e a social-democracia, muito embora ao longo do tempo os comunistas foram comendo ambos pelas beiradas.
    Este também foi o modelo escolhido pelo Brasil. Mais precisamente pelo Partido Comunista Brasileiro, que chegou ao Poder se desdobrando em PPS, PSDB, PSB, PC do B, PT e em partidos cujos perfis seriam liberais, como o PFL, PL, PP, PMDB, marionetizando-os sob uma aparência de democracia liberal pluripartidária. Formou um curral eleitoral criando o voto eletrônico (vendido a população sob a mentira de avanço político eleitoral), onde ninguém consegue votar em quem não lhe seja obediente. Não se pode mais votar no macaco Tião, por exemplo.
    Para a construção de um socialismo-democrático com esta fachada precisa-se de muitos figurantes, conscientes dela ou não, para manter as aparências das divergências e oposições, afinal de contas “toda unanimidade é burra”. E, precisam principalmente da participação dos meios de comunicações, que desempenham um papel fundamental na dinâmica deste jogo de construção da realidade do novo display comunista, para confundir as massas e governar.
    Trata-se de uma boa opção para os comunistas; sem revoluções sangrentas e sem grandes manifestações de ruas e etc., como as que vemos na Venezuela de Hugo Chaves e na Bolívia de Evo Morales, que prestam enorme favor aos modelos escolhidos pelo Brasil, Argentina e Chile. A medida que vemos o quê se passa lá não enxergamos o quê se passa aqui. Eles têm esta função a de atrai para si às atenções. Assim, enquanto os meios de comunicações nos transmitem que no governo Lula, uma empresa da Petrobrás foi estatizada pelo governo de Evo Morales; o que realmente houve, foi um repasse “di grátis” de uma refinaria de gás brasileira, construída com o dinheiro e sacrifício de nosso povo (que não foi consultado), para ajudar o camarada Evo na construção do socialismo boliviano (e alavancar a formação do bloco da União (Comunista) do Cone Sul), que depois de cumprirem a sua função de chamarizes no continente poderão ser modificados, usando os meios de comunicações da mesma forma que foi usada neste caso, com o simulacro e o ilusionismo das massas.
    O modelo que o Brasil escolheu é bom, mas tem “seu porém”, sem o conhecimento da maioria da população, incluindo aí muitos militantes do próprio Partido Comunista, que ignoram a opção por este modelo, e permanecem como massa de manobra, para objetivos políticos que são baixados pelo centralismo democrático e que somente as cúpulas desses partidos sabem quais suas reais intenções. O Estado/Partido esconde-se atrás da política do social, enquanto afasta cada vez mais o centro do poder das bases, composta por um coletivo, maquiavelicamente, mantido no analfabetismo e na ignorância, para não terem consciência do regime em que vivem e de como são enganados pelos meios de comunicações, os telões e as telinhas. É…, parece que o revisionismo histórico em relação ao nazismo e ao socialismo ficaram no estágio das aparências e ainda não atingiram a essência.
    É fundamental discutirmos e destacar a questão da supressão dos direitos individuais do cidadão e o uso da tortura psicológica em função do benefício do coletivo (do universal), leia-se do Estado/Partido. Ao mesmo tempo em que exalta a cidadania e a família, o Estado usa a mulher e os filhos – o que justifica todo um aparato dele em protegê-las – para vigiar e destruir seu companheiro e sua própria família em função do Partido, haja vista, Rosane Collor de Mello e Tereza Collor de Mello. Estas duas coxudas detonaram com uma chave de pernas e no maior salto alto o liberalismo da República das Alagoas, sendo que esta última ainda foi vendida via programa Amaury Jr. para vigiar algum outro empresário depois da morte de Pedro Collor de Mello; MAUra Baptista de Azevedo, minha ex-mulher, que deixou nosso filho, na época com 6 anos de idade, exposto a um tormento psicológico promovido por nossos vizinhos para me induzir a um tratamento psicológico por ter sido ex-militante do Partido; a micheteira política Nilcéia Pitta; e muitas atrizes da TV Globo que se casam com empresários e ex-militantes para vigia-los até mesmo embaixo do edredom e, se necessário for, destruírem suas próprias famílias em função da política do Partido/Estado. E quem decide que fulano de tal vai perder os seus direitos e/ou sua vida e em função de que ato praticado por ele? Esta questão não é clara e sempre foi omitida e escamoteada dentro do Partido a medida que a garantia dos direitos individuais do cidadão era uma bandeira de luta do Partido (PCB) contra a ditadura e hoje, ele não fala claramente para a sociedade que o cidadão comum pode perder seus direitos e até ser interditado com a ajuda de sua mulher e seus filhos.
    Ora, dá para acreditar?
    Depois que os espanhóis do caso Bateau Mouche, foram expulsos do país sob tortura psicológica promovida pelo jornalista e escritor Zuenir Ventura, colunista de O Globo e ex-articulador do Partido Comunista Brasileiro para a imprensa, em franca tabelinha com o psicanalista de um dos espanhóis e mancomunados com o Ministério Público; tiveram seus bens arrestados e foram presos por ordem do Partido, e a imprensa, via telinha, veiculou a notícia como se eles tivessem fugido do país;
    Depois de ver as gravações que a minha psicotorturapeuta da Sociedade Psicanalítica do Rio de Janeiro, Márcia Erlich, cedeu para o mesmo jornalista escritor Zuenir Ventura transformá-las em livro, sob o título Inveja, mal secreto, que foi lançado pelo Jornal da Tarde pela telinha da TV Globo, enquanto eu assistia ao jornal e minha casa era espionada por um “aparelho” do Partido;
    Depois de ficar aproximadamente 28 anos sob vigília do Partido e sofrer varias torturas psicológica sob forma de tormento, promovidas pelo PCB e pelos partidos de esquerda, para me induzirem a um tratamento psicológico a fórceps, por ser uma testemunha daquele caso e porque depois que me fizeram vir do Rio de Janeiro para o Vale do Paraíba, denunciá-los ao MP Federal e Estadual/RJ e pedir uma investigação a Polícia Federal sob protocolo MP / DPF / SP / NAD / SRA / 06 / SET / 2006 10:47 000004860, acerca da participação do Ex-Governador Geraldo Alkmin (amigo pessoal e político de meu ex-sogro Dr. Neymar Neves), seu ex-Secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Saulo de Castro Abreu Filho, ambos do PSDB, e do coronel da PM Sebastião Souza Pinto, ex-chefe do Centro de Policiamento da Polícia Militar do Interior do Vale do Paraíba, ligado ao PPS, por serem os responsáveis pela colaboração da Polícia Militar do Estado de São Paulo, que em conjunto com minha ex-mulher, MAUra Baptista de Azevedo e seus familiares (todos funcionários públicos da área de saúde) incluindo entre eles, meu ex-cunhado José Carlos Moraes, ASPONE da deputada federal Ângela Guadagmim do PT, juntamente com parte da população da cidade de Redenção da Serra/SP esforçaram-se por me darem uma curra psicológica para me levarem ao Psiquiatra da Cidade chamado Maurício Lucchese, aparentado de Bette Lucchese, repórter da TV Globo;
    Depois de ficar com um zumbido no ouvido; manchas roxas espalhadas pelo corpo; duas úlceras; separado de meus filhos, quando eles ainda eram menores; de sofrer de Síndrome do Pânico, e ficar com vários problemas de saúde como resultado disso tudo; de baterem em meu carro propositadamente; de botarem fogo em outro carro meu; de colocarem mecânicos para fazerem dois outros carros meus baterem motor; de levar um soco na boca dado pelo meu ex-cunhado Mário Celso Azevedo, que ganhou do PSDB, uma vaga de cirurgião dentista em São Luiz do Paraetinga/SP, por eu gritar que eles estavam me torturando; de descobrir que o partido tinha atravessado MAUra Baptista em meu caminho para me fazer sofrer; de ter que me mudar por mais de 10 vezes em função dessa perseguição; de levar mais de R$ 4.000,00 em multas em um só carro; de andar com GPS no meu carro muito antes do GPS ser comercializado como dispositivo de segurança (enganosa); de o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, na gestão do Excelentíssimo Presidente Celso Luiz Limongi, forjar um kafkaniano processo administrativo nº 04/06 promovido pela Excelentíssima Drª.Juliana Salzani, Juíza de Direito da 2ª Vara Judicial de Guaratinguetá/SP baseando-se no falso testemunho de colegas de trabalho do cartório em que era lotado; de estar sofrendo com as torturas psicológico-sexual e toda sorte de constrangimento feita por qualquer mulher de programa da cidade onde moro; de perder várias vezes a minha libido em função desses constrangimentos; de estar sendo enganado e surrupiado em meus bens para ser levado a ficar quebrado e não poder divulgar minha história; de não poder contar com ajuda de advogados ou qualquer instituição que defenda os direitos humanos;
    Depois de saber que os meios de comunicações, as telinhas (TVs), têm o poder regionalizar, setorizar e até personalizar a sua audiência com programas e notícias que podem ser transmitidos e/ou omitidos exclusivamente para seu estado, sua região, seu bairro ou somente para seu edifício e com o aparecimento do modelo digital, isto ficará mais eficiente ainda;
    Depois que Chico Buarque de Holanda transformou-se em garoto propaganda da repressão do Estado/Partido lançando o livro Estorvo, em 2004 (por coincidência, data em que eu estava ápice do sofrimento sob uma curra psicológica, em Redenção da Serra/SP), que transformado em filme divulga, a boca miúda (leia-se esoterismo partidário) informações privilegiada para seus camaradas do Partido Comunista, a forma como o Estado/Partido moderno persegue quem sabe de seus segredos, e de ele “flertar” com uma morena nas praias do arpoador somente para sacaniar o maridão dela, que pela telinha, a imprensa deu nome e endereço, e é vigiado pela mulher que faz michê político para o Partido/Estado;
    Depois de continuar morando no kitinet, no centro de Taubaté/SP, e permanecer como (um dos sem números de outros) preso político do Estado/Partido que me vigia pelo aparelho do andar de cima, que tem a visão de minha casa com uma câmara que os possibilita me verem através da parede (isto mesmo, através da parede, eles já possuem esta tecnologia e poucos sabem) durante 24 horas por dia e que já me fizeram entender que têm linha direta com a telinha da TV Globo, podendo ser localizado em qualquer lugar da cidade e tendo boa parte de colegas de Tribunal de Justiça/SP a fazer graçinhas com a minha desgraça e de ter um dia de trabalho pior que o anterior em função daquilo que faço em casa (por exemplo, se pego no computador para descrever a vida miserável venho levando);
    Depois testemunhar uma das maiores fraudes eleitorais de todos os tempos, armada pela telinha da Rede Globo de Televisão, em que a candidata do PPS, Juíza Denise Frossart, antiga militante do PCB debate com o seu “opositor”, Sérgio Cabral Filho (que namora idoso há muito tempo), e é antiga infiltração do PCB dentro do PMDB, para disputar a eleição para governo do Estado do Rio de Janeiro, que bem poderia ser tirada no par-ou-ímpar, no cara-ou-coroa ou na porrinha;
    Depois que a Internacional Comunista tomou de assalto o Palácio de Buckingham infiltrando sua espiã e micheteira política, Lady Diana Francês Spencer, a Lady Di, sob a pele de professorinha primaria com cara de santa, na alcova do Principe Charles, que era corneado, sacaneado e difamado por ela – que pelo visto no último aniversário de sua morte, futuramente será canonizada -, enquanto toda a imprensa, através das telinhas, noticiava justamente o contrário daquilo que realmente acontecia na vida do Príncipe Charles, como parte do plano de capitulação da família Real Britânica, pela sua resistência em aceitar a entrada do Reino Unido no polêmico bloco União (Comunista) Européia;
    Algora vem a Internacional Comunista, na pele do ativista ambiental Al Gore, Prêmio Nobel da Paz 2007, assessorado por dados que não se sabe quem os produziu (ou sabe-se muito bem) e uma parafernália de efeitos especiais e um telão do tamanho de um bonde, com aquela orelha colada no pescoço e com uma mentira maior que o Planeta dizendo para todos que o mundo está derretendo.
    Dá p’ra acredita!?
    Ora! Vamos encurtar logo essa estória e aos finalmentes!
    Quero a minha velhinha bem crocante! Como você vai querer a sua?

    Obs: Vamos denunciar a formação da Matrix e do Big-Brother divulgando este texto para os amigos, pela internet e pelo correio. Leiam o texto Legítima Defesa.doc onde conto a minha história (para quem possui o CD).

  7. Pingback: Citroën, web 2.0 e mídia social. « Celso Bessa Post-its

  8. É SEMPRE ASSIM … CADÊ OS DEPUTADOS QUE CRIAM TANTAS LEIS INÚTEIS ?… PORQUE NÃO TRABALHAM AGORA (COMO NUM CASO DESTES A FOX FORJOU TUDO) QUE TAL UMA LEI QUE PROTEJA NOIS “OS PATOS” PARTICIPANTES DOS CONCURSOS CULTURAIS, OBRIGANDO CRIADORES A DIVULGAR O RESULTADO , ISSO É APENAS MAIS UM GOLPE DE MARKETING QUE TEM DOIS GRANDES BENEFICIADOS – O PROMOTOR DO CONCURSO E AS AGENCIAS DE PROPAGANDA, TUDO PARA CAPTAR “BOAS IDÉIAS” PARA AS AGENCIAS DE PROPAGANDA , DEPOIS EM CANNES GANHAREM PREMIOS AS NOSSAS CUSTAS …É BONITO HEIM? OCUPAR A NOSSA MENTE E NOSSO TEMPO INUTILMENTE APENAS PARA DIVULGAÇÃO DE UM CANAL COMO A FOX (QUE QUER DIZER RAPOSA – LADRONA DE GALINHAS E DE IDÉIAS), JÁ PARTICIPEI DE CONCURSOS MENOS MARMELADOS…
    QUERO MEU C4 PALLAS, SEUS “BAITOLOS” DA FOX

    SE TIVERM CORAGEM , MOSTRE AFRASE GANHADORA , DUVIDO QUE SEJA HONESTO , QUEM FAZ UM CONCURSO SÉRIO MOSTRA A FRASE E O GANHADOR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s