Bruce Sterling, mídia externa, outdoores, “urban spam” e o Cidade Limpa

Há tempos que não escrevo sobre mídia externa, outdoores e projeto Cidade Limpa. É que estou aguardando o desenrolar da ações judiciais e movimentos de todos os lados envolvidos. Mas, como acabei de ler no blog do Bruce Sterling – de quem sou fã declarado – um post com o título Urban Spam Deleted In São Paulo, segue alguns comentários:

  • O termo Urban Spam é ótimo. Acho que é uma analogia perfeita;
  • Bruce, após citar uma notícia, pergunta “e o que isso parece?” (“And what does that look like?”). Ao que respondo: cicatrizes que desaparecerão com o tempo. Ou são como os “pneuzinhos” que um (a) gordinho (a) esconde com um cinto ao invés de cuidar da saúde e ter um estilo de vida mais saudável. (Hey Bruce: Looks like scars, that will disappear as time goes by. And it looks like those extra-pounds that some people used to hide with their belts instead of take care and have a health way of life);
  • A Erika comentou aqui, sobre uma possível manobra de vereadores paulistanos para “abrir brechas” na legislação, que tendem a torná-la ineficaz. Além dos argumentos que ela coloca no comentário, chamo atenção para um velho problema brasileiro: criar leis originalmente boas, mas torná-las ineficazes através de modificações posteriores, falta de informação, falta de fiscalização ou o maldito e malandro “jeitinho brasileiro”. Igual à uma lei municipal de 1998 sobre as placas de numeração na cidade, que deveriam ser padronizadas e não essa bagunça. (vide nota Cada um numera como quer, na revista Veja São Paulo de 2 de maio de 2007).

Bom, por hoje é só, que ainda há muito trabalho e material do CyberTV para escrever.

‘braços

PS: O Bruce Sterling já era um dos meus “heróis” – sempre digo: “se você quer saber como futuro será, leia Sterling” – e depois desse post dele, onde ele escreve São Paulo corretamente, não apenas vou continuar minha releitura de Islands in the Net como vou tentar comprar alguns para dar de presente por aí. :-)

[para mais textos sobre mídia externa, clique aqui]

3 respostas em “Bruce Sterling, mídia externa, outdoores, “urban spam” e o Cidade Limpa

  1. desculpe, mas vc é cego e não conhece nada do mundo, principalmente da vida, e eu ainda gastei meu tempo tentando entender o que vc queria me passar, realmente nada.

  2. Não é necessário pedir desculpas Gerson.

    Concordando ou não, seja bem-vindo ao blog e às discussões.

    Se não entendeu, um problema de comunicação houve. E como creio que todo problema de comunicação é responsabilidade do emissor, peço desculpas por não ter me comunicado adequadamente. Talvez um dia, mais cedo ou mais tarde, eu me faça entender, ou você simplesmente compreenda.

    Apenas discordo sobre sua afirmação sobre “eu não conhecer nada do mundo”. Acho que tanto o mundo como a vida são grandes demais para qualquer um poder afirmar que sabe tudo ou que o outro não conhece nada. Essa presunção – de que o outro não sabe, nada, absolutamente nada – tira a questão do âmbito do saber e leva à simples questão de arrogância, e creio que nem eu e nem você queremos isso.

    De qualquer forma, esse é o preço que pagamos pela liberdade de expressão, não é? E continuo concordando com Voltaire, nesse assunto.

    Por hoje é só.

    ‘braços e seja bem-vindo.

    Celso Bessa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s