Penso, logo reciclo. Que empresas respeitam o meio ambiente?

Se é preocupação genuína, marketing ou apenas o desejo de obter a certificação ISO 14001 eu não sei.

Mas o fato é que mais e mais empresas de grande porte vêm demonstrando preocupação com o meio ambiente.

Natura e Boticário já mantém uma relação íntima com o meio ambiente há um bom tempo e recentemente o Banco Bradesco, seguindo os passos do pioneiro Banco Real, adotou em todas as suas comunicações o uso do papel reciclado.

Mas e os pequenos e médios empresários, ou até mesmo organizações como escolas e outros representantes da sociedade civil? Como estão lidando com o meio ambiente?

A resposta não é muito animadora, pois a maioria ainda utiliza produtos e processos que agridem o meio ambiente.

O maior entrave à adoção de atitudes que respeitem o meio ambiente é a falta de informação e educação ambiental, pois muitos cuidados podem ser tomados sem a necessidade de grandes investimentos. E o preço do papel reciclado é cada vez mais competitivo, e portanto, embalagens e produtos com papel reciclado e artesanal já são viáveis para médios e pequenos empresários. Sem deixar de mencionar que receber brindes ou presentes em embalagens artesanais é muito mais charmoso e seu cliente ou seu amigo com certeza vai gostar.

Então, fique ligado. Garanto que vale a pena conhecer essas alternativas.

E no final das contas, todo o mundo, literalmente, sai lucrando.

Anúncios

7 respostas em “Penso, logo reciclo. Que empresas respeitam o meio ambiente?

  1. Querido Bessa,

    Não é possível que esse modismo do “ecologicamente correto” ou da “responsabilidade socio-ambiental” faça com que empresas se apropriem de práticas e rótulos para lucrarem mais.
    A experiência profissional tem me mostrado que é urgente a mudança na consciência de cada cidadão – pessoas, empresas, governantes, todos nós – pra que iniciemos uma conduta séria e profunda com relação às nossas próprias vidas.
    O que não caiu a ficha ainda, pois quando falamos em Meio Ambiente, falamos em todo tipo de vida incluindo aí também a espécie humana.
    Aproveito pra divulgar um link ótemo de um vídeo que fala exatamente disso: http://www.youtube.com/watch?v=iuJ_XRjDRQU

    Por isso em nosso Projeto, priorizamos a Educação como meio fundamental onde esse processo de mudança de paradigmas, de padrões energéticos, de hábitos, de escolhas de consumo inicie aqui e agora!! Haja visto, que nosso atual padrão de consumo já extrapola os recursos que o Planeta dispõe.
    Pena que o brasileiro, “tendo” uma Amazônia, um Pantanal, não se deu conta de que se não abrirmos os olhos já, amanhã não teremos do que nos orgulhar, nem histórias pra contar, do tipo: “Sabe, filho na minha época o Brasil tinha a floresta com a maior biodiversidade do mundo!!”.
    Vale a pena conferir a pesquisa que afirma que “Problemas ambientais não fazem parte da realidade dos brasileiros”, no link: http://www.ecoterrabrasil.com.br/home/index.php?pg=temas&cd=1385

    É urgente nos educarmos para a sustentabilidade da vida tanto o empresário, quanto o professor e principalmente a criança.
    E a comunicação, a propaganda e o marketing poderiam ser grandes aliados nesta causa que é de todos nós, não??!

    Abraços iluminados!!
    Márcia Würgler.
    Papeleira e Educadora Ambiental
    Eu Tu Terra.

  2. Com o exclusivo objetivo de lucrar ou não, acredito que, com atitudes ecologicamente corretas, as empresas tendam a ter maior credibilidade.

    Recentemente comprei meu novo colchão de espuma da marca Herval. Já conhecia a boa qualidade dos produtos da marca, mas o que fez eu me decidir de fato é que a empresa afirma (mandei um e-mail para conferir detalhes) ser uma das únicas fábricas de espumas que não utiliza o gás CFC na fabricação de seus colchões.

    Entre a Herval e a concorrente (de qualidade equivalente, mas que não me respondeu o e-mail quando questionei sobre o uso do gás), escolhi a que tem preocupação com o meio ambiente.

    Assim durmo mais tranqüila, não apenas pelo motivo de ter um bom colchão…

    O site com a propaganda verde:
    http://www.herval.com.br/moveis/

  3. Acho que existe um componente muito importante em despertar essa preocupação. Muitas empresas usam o discurso de que uma cadeia de produção ambientalmente correta é mais cara, mas a verdade é que muitos sequer correm atrás de verificar a veracidade dessa afirmação.
    Eu, aos poucos, estou mudando meus hábitos para formatos mais responsáveis (social e ambientalmente falando) e espero que esses exemplos se espalhem.

    ‘braços e obrigado pela visita.

  4. Fico surpreso com a seriedade dos assuntos abordados pelo Celso e outros que li através dos links oferecidos. No momento não ouso fazer algum comentário sobre aquilo que li, mas li com a convicção de que os conteúdos são muito bons. Vou voltar sempre para conferir novos posts. Grande abraço! Se possível faça uma visitinha ao blog: http://esculpture.blog.dada.net

  5. Tem mais marketing do que preocupação ao meio ambiente.
    Tudo que começa pelos grandes , ajuda a longo prazo, ate chegar a conscientizar o pequeno, que é o maior predador

  6. Fico feliz em saber que exitsem empresas que se preocupam com o meio ambiente.Tenho apenas 12 anos
    mas já sei da importâcia de cuidar do meio ambiente.Meu pai tem uma micro empresa ,mas usa papel reciclado , imprime só o que é preciso.Mas também fico triste pois tem empresas que não respeitam o meio ambiente.

  7. Eu gostaria muito de ficar por dentro dos acontecimentos concernentes às empresas e aos grupos internacionais que ditam o destino das práticas desenvolvimentistas e econômicas com a propriedade privada, e qual é a posição dos governos quanto à tomada de decisões a respeito, ou, até mesmo, se de fato os mesmos tomam providências para informar a população sobre a existência de companhias que agridem o meio ambiente com o escopo de lucrar e enriquecer destruindo a natureza, praticando a sonegação fiscal, o contrabando de matérias-primas e de mercadorias, e a exploração de mão-de-obra mal remunerada. A partir do momento que a população ficar sabendo destas e de outras situações, suspender de forma imediata o uso de produtos vinculados a tais marcas. Espero que se façam campanhas a respeito…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s