Poluição visual, bom senso e interesses diversos

Hoje está rolando no Blue Bus uma discussão sobre outdoores, poluição visual e o projeto de lei (que cheira a oportunismo) do prefeito de Sampa, Gilberto Kassab.

Tem um monte de gente reclamando, opinando e isso e tal.

Minha opinião também está registrada lá, mas foi no ano passado, numa pauta sobre “Árvores ‘podadas’ para que o outdoor aparecesse.

A opinião que eu tinha na época permanece.

E acrescento, que segundo a filosofia taoísta, as leis só aparecem quando há um vácuo que a sociedade não conseguiu lidar por si só. Ou seja, como o bom senso sumiu e as leis que já existem não são devidamente aplicadas, abrimos oportunidade para um projeto de lei que cheira a oportunismo eleitoral.

Tão importante quanto limparmos a poluição visual e cobrarmos aplicações de leis que já existem, é que deixemos de esperar que soluções caiam do céu ou tome decisões por nós. Está na hora de usarmos nosso potencial e nosso poder de consumidores, eleitores e cidadãos. Exercer este poder exige mais envolvimento e responsabilidade sobre o meio e comunidades em que vivemos.

Pode dar medo e trabalho, mas, evitaremos ser tiranizados. Dar controle sobre sua vida, ou aspectos dela, a outro, é o sentido original de tirania. E cada vez que alguém tomar uma decisão por nós e não reagirmos, mais tiranizados seremos.
Então pergunto: optamos pela auto-gestão (regida pelo bom-senso) ou deixamos decidirem por nós?

PS: Esse assunto me lembrou o discurso do personagem V, de V de Vingança. Nos quadrinhos e no filme. Se você não viu ainda, veja! Se não leu, leia.

Off-topic: Celso Bessa Post-Its no Top 10 do Coke Ring.

O blog está entre os Top 10 no Coke Ring e para tornar-me Coke “jedi” Master preciso receber votos. Se gostou do blog, então por favor, clique no selo na coluna à direita. Levará pouco tempo, não nos deixará mais ricos e nem mais pobres, mas eu posso ganhar alguns prêmiso que vou vender ou rifar e o doar 50% da grana ao projeto Galera Solidária. Um projeto bacana que você conhecer mais – e vir a participar – no site www.galerasolidaria.com.br .

O Galera Solidária é um projeto voluntário que tem como intenção levar um pouco de amor e carinho às pessoas necessitadas, que iniciou em 1999 com uma turma de amigos e hoje conta com um número cada vez maior de pessoas interessadas em participar do nosso Caminhão Solidário, que acontece 1 vez por ano, em Dezembro.

9 respostas em “Poluição visual, bom senso e interesses diversos

  1. é uma pena caso o tal projeto seja com fins eleitoreiros mesmo, pois se for dificilmente vinga.
    Mas eu sou a favor de acabarem com esses outdoors que somos obrigadaos a conviver nessa cidade. Esses outdoors só servem para embrutecer ainda mais essa cidade. Sinto-me oprimida por eles. Vejo belos prédios, verdadeiras obras arquitetonicas escondidas atrás de outdoors.
    Curioso, é que a maior parte desse pessoal de mídia que tanto defende o uso de outdoors, quando que ir para uma cidade bonita, normalmente se refere a cidades Europeias. Nas férias, vão para Paris, Frankfurt, etc. Frequentemente comparam a limpeza daquelas cidades contrastando com a sujeira de São Paulo. A arquitetura de São Paulo, principalmente do centro, é exatamanete igual as dessas cidades Européias. A diferença é que lá, esses imóveis são conservados e existem regras para a publicidade, visando preservar a fachada dos imóveis.
    Nem por isso a publicidade deixa de ser exercida, e os cidadãos ganham em mais qualidade de vida.
    Todos ganham como uma cidade mais bonita e mais limpa.

  2. Pingback: Sem outdoores, sem mídia externa, sem poluição visual « Celso Bessa Post-its

  3. Só para constar. Só em Londres existem mais de 7000 outdoors. (Lá o tamanho é de 6 x 3). Além do painel mundialmente famoso em Picadilly Circus e de mais de 20 mil poster e do mobiliário urbano sem contar as mídias em transportes.

    E não é doiferente nas principais cidades do mundo.

    Se reararmos bem o problema não está na mídia exterior organizada mas nos indicativos, faixas, lambe-lambe e etc..

  4. Sérgio. Realmente não posso afirmar nada categoricamente sobre Londres pois não conheço. Recebi mensagens dizendo que não tem tanto assim, porém, me lembro de filmes diversos mostrando outdoores lá.

    Entretanto, discordo que o problema seja apenas faixas, lambe-lambes, etc. Dizer isso me parece defesa de um mercado e nao uma tentativa de se resolver o problema de poluição, agressão e excesso de informação visual. Acho que o problemas é muito maior que isso e inclui sim mídia exterior organizada como você poder ler neste post aqui e neste outro.

    A cidade já é feia pelo por falta de uma política urbana decente, falta de cuidados com imóveis, etc, mas o excesso de publicidade – de lambe lambe a painéis publicitários gigantes, não esquecendo luminosos e fachadas de lojas ridículas, está deixando pior.

    São várias questões a serem consideradas e não pretendo ser o dono da verdade, mas é um fato que estamos com excesso de informação visual e deixando de ver a cidade. Talvez se fosse localizado em determinadas áreas da cidade, seria menos ruim.

    Obrigado por participar da discussão. Sinta-se a vontade para continuar colaborando.

    ‘braços

    Celso Bessa

  5. tá, deve até ter, mas é difícil de reparar na paisagem. Eles colocam dentro do metrô, e isso diminui a poluição visual acima do chão. Além disso, as fachadas de lojas não são daquelas que berram pra você entrar, sabe?
    Tem uma plaquinha, na frente, básica, com o nome da loja, e fica bonito.
    A coisa não é o fato de ter ou não outdoor, e sim ter ou não poluição visual.
    E como o Celso já disse, e eu concordo:
    “a única coisa que eu simpatizo é grafite, e mesmo assim, se for para limpar a cidade, mandem às favas.”

    :*

  6. Bom, estva eim busca de opiniões sobre Poluiçao Visual daí achei a sua.
    Que ma tranquilizou quanto a um trabalho escolar de Fisica,Quimica e Biologia.
    É sempre bom nesses casos possuir opinioes que nos ajudem a argumentar e fikr mais por dentro do assunto.
    adorei a página.
    abraços.!!!!!

  7. É MENTIRA que em Londres haja 7000 outdoors. Porque a maioria dos cartazes não está nas ruas mas nas estações do Metrô, e ao contrário dos brasileiros, são muito bem produzidos e de bom gosto.

    Quanto ao anúncio de Picadilly Circus, é conhecido que foi considerado como um elemento da paisagem e deixado qano se fez a limpeza da cidade. É muito curioso que as empresas de mídia exterior chamem o velho e surrado argumento da “perda de empregos”, qundo ninguém se procupa com os milhares de empregos que são perdidos pelo mau funcionamento da cidade.

    Louve-se o Prefeito de São Paulo e a Câmara Municipal daquela cidade pela atitude corajosa e pioneira, que esperamos seja seguida por todas as outras caitais, como já foi feito no Rio e Bahia.

  8. Meu senhor pesso pro senhor para de escrever errado se não eu tenho que fica corigindo no Word a mais de meia hora.

    Obrigado,
    beijos de ,
    Brenda

  9. Tambem concordo aom o senhor sabia que eu estou fazendo um trabalho na escola sobre poluição visual e la em Bangu no ceprom ja ouviu falar esse trabalho é pra uma feira pedagigica la do colegio eu tenho que aprensentar.
    bjos Brenda novamente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s